Compartilhar

O MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações instituiu o Programa de Inovação em Grafeno, o  InovaGrafeno-MCTI,  por meio da Portaria n° 4.964, publicada na segunda-feira (12), no Diário Oficial da União. O documento foi assinado na sexta-feira (9) em evento de inauguração da maior fábrica de grafeno da América Latina, com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro astronauta Marcos Pontes.

O InovaGrafeno-MCTI é um dos programas estratégicos e estruturantes da Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia (IBN) e funcionará como vetor nacional para o desenvolvimento do grafeno e da próxima geração dos materiais 2D à base de carbono.

De acordo com a portaria, o objetivo do programa é criar, integrar e fortalecer as ações governamentais na temática do grafeno e dos materiais 2D à base de carbono, promovendo a inovação na indústria brasileira a fim de assegurar a autonomia tecnológica em setores de alta tecnologia.

O InovaGrafeno-MCTI também estabelece como finalidades a geração de riqueza, de empregos e o desenvolvimento nacional; mobilizar, articular e fomentar atores nacionais públicos e privados para atuarem coordenadamente no desenvolvimento de processos, de produtos, de instrumentação, de normatização, de certificação e de inovações na área; garantir a universalização do acesso à infraestrutura científica e tecnológica avançada para estimular a comunidade científica; promover e estimular a atração, formação, capacitação, mobilidade e a fixação de capital humano apto a atuar no desenvolvimento tecnológico, no empreendedorismo e na inovação, envolvendo grafeno e materiais 2D à base de carbono.

A portaria do MCTI traz ainda os temas prioritários do programa, as instituições que atuarão em parceria e os principais instrumentos e fontes de financiamento do InovaGrafeno-MCTI. A governança do programa estará a cargo da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação (SEMPI) do MCTI.

O grafeno, um dos materiais mais fortes e leves do mundo, e o mais fino que existe, é 200 vezes mais resistente que o aço e considerado um dos maiores recursos da atualidade para aplicações em alta tecnologia. Com maior condutividade térmica e grande condutor de eletricidade, o grafeno desponta como a melhor alternativa para a solução de problemas tecnológicos em diferentes áreas do conhecimento.

Fonte: Gov.br

×