Compartilhar

O mais novo projeto do governo do Estado dentro do programa Avançar é o Avançar na Inovação. Lançado nesta quinta-feira (30/9) pelo governador Eduardo Leite e pelo titular da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict), Luís Lamb, no Instituto Caldeira, em Porto Alegre, o programa prevê R$ 112,3 milhões em investimentos para a inovação no Rio Grande do Sul até 2022.

“É um investimento histórico, o maior realizado com recursos do Tesouro do Estado, pelo menos, dos últimos 10 anos. Serão investidos R$ 112,3 milhões até o fim de 2022 nas políticas públicas de inovação do RS. É uma grande façanha”, disse o governador.

“Bom lembrar que até pouco tempo atrás, o Estado não conseguia pagar as contas do mês e agora, além de estar com as contas em ordem, consegue abrir espaço para investimentos. E não é apenas distribuição de recursos. A estratégia é fundamental, para que os investimentos estejam linkados com o futuro que queremos para o Estado”, destacou Leite.

Na ocasião, também foram lançados os editais GameRS e TEC4B – Tecnologia para Negócios, da Sict, e o edital Redes Inovadoras de Tecnologias Estratégicas, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do RS (Fapergs), que já tem recursos garantidos no Avançar na Inovação.

“O programa prevê investimento significativo de apoio ao setor de ciência, inovação e tecnologia e vem consolidar um trabalho que estamos fazendo desde o início da gestão para dar continuidade e ampliar o planejamento de investimentos no setor, com regionalização, ou seja, promover inovação em todas as regiões, e também para dar escala aos projetos no nosso território”, afirmou Lamb.

Como serão distribuídos os R$ 112,3 milhões do Avançar na Inovação:

• R$ 54 milhões para a Fapergs, a serem alocados como fomento aos editais do Inova Cluster Tecnológicos e às Redes Inovadoras de Tecnologias Estratégicas (Rites).
• R$ 43,26 milhões para a Sict, para lançamento e ampliação de editais dos programas Inova RS, Techfuturo, TEC4B, Startup Lab e GameRS.
• R$ 15 milhões para a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), para a consolidação do Campus da Uergs e da Uergs Digital.

Haverá um salto nos recursos disponíveis. Em 2020, a Sict destinou cerca de R$ 8,5 milhões para editais. Em 2021, antes do lançamento do Avançar na Inovação, a previsão de orçamento para editais da Sict era de R$ 14,5 milhões. Agora, serão quase R$ 100 milhões em pouco mais de um ano.

A iniciativa faz parte do Avançar RS, programa transversal lançado em junho deste ano que passou a envolver as iniciativas com as quais o governo pretende acelerar o crescimento econômico e aumentar a qualidade da prestação de serviços à população.

O programa tem três eixos. O Avançar na Inovação faz parte do terceiro, que é o Avançar com Sustentabilidade e tem como prioridades as áreas de Inovação, Tecnologia e Meio Ambiente. Os outros eixos são o Avançar no Crescimento, com foco no apoio à atividade econômica, em desonerações fiscais, em logística e em mobilidade, e o Avançar para as Pessoas, que busca mudanças nas áreas de Segurança, Ação Social, Cultura, Saúde e Educação.

Dentro do Avançar, está incluso o Plano de Obras, que prevê o investimento de R$ 1,3 bilhão em obras de infraestrutura viária em diversas cidades do Estado, e o Plano de Concessões, que projeta investimento de R$ 10 bilhões com concessões de rodovias. Também já foram lançados o Avançar na Cultura, com investimento de R$ 76,1 milhões, e o Avançar na Saúde, que aplicará R$ 250 milhões para melhorar a saúde no Estado.

“Estou muito feliz de estar aqui apresentando este plano de investimento para a inovação e todas as outras áreas, como saúde, cultura e infraestrutura, e outras que serão anunciadas em breve. Todos os programas têm recursos assegurados no orçamento do Estado, e o fluxo financeiro organizado e planejado conjuntamente com a Secretaria da Fazenda, ou seja, com tudo assegurado para que seja perfeitamente executado. O espaço que viabilizamos no orçamento do Estado estamos alocando para que possamos empurrar o nosso RS para o futuro, abrindo um novo capítulo da nossa história”, concluiu o governador.

Por fim, alguns líderes e representantes do setor de inovação, ciência e tecnologia deram seus depoimentos sobre o programa e seus impactos, foram eles Odir Dellagostin, diretor-presidente da Fapergs; Pedro Valério, anfitrião e diretor executivo do Instituto Caldeira; Alexandre Trevisan, representante do Conselho Estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia; Simone Stulp, representante do conselho superior da Fapergs e ambientes de inovação do interior do RS; e Jorge Audy, representante das universidades e parques tecnológicos.

Edital GameRS

O objetivo do Edital GameRS 02/2021 é apoiar projetos que possam contribuir para o desenvolvimento tecnológico no Estado, por meio da implantação de dois Laboratórios de Referência para a realização de testes de Garantia de Qualidade (Quality Assurance) de Jogos Eletrônicos. O valor investido é de R$ 808 mil, cabendo metade a cada um dos dois projetos melhores classificados.

Cada Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT) proponente poderá apresentar proposta para a implantação de um laboratório, no qual deverão ser desenvolvidos estudos e viabilizados o know-how e as metodologias necessárias para a realização e o fornecimento dos serviços de Garantia de Qualidade demandados pelas empresas do setor de jogos eletrônicos.

Os projetos deverão ser apresentados por ICTs sem fins lucrativos e atuantes na área de abrangência programa GameRS, sendo possível a formação de parcerias com outras instituições sem fins lucrativos sediadas no Rio Grande do Sul, bem como com entidades da sociedade civil organizada, serviços sociais autônomos e/ou órgãos do poder público interessados na execução de projetos de inovação voltados ao desenvolvimento do setor de jogos eletrônicos.

A ICT Proponente deverá se comprometer com contrapartida, que poderá ser financeira ou economicamente mensurável, em valor correspondente a um total mínimo de 25% do montante solicitado à Sict. Os projetos aprovados terão o prazo máximo de 18 meses para a sua execução.

Edital Tec4B

O Edital Sict 04/2021, referente ao programa Tec4B – Tecnologia para Negócio, tem o valor total de R$ 4.229.288, destinado à implantação de quatro Living Labs na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), em que cada um dos quatro projetos será agraciado com o valor máximo de R$ 1.057.322.

As propostas deverão ser apresentadas por ICTs atuantes nas áreas tecnológicas de informação e comunicação que congreguem recursos de infraestrutura para a prototipação, para a realização de provas de conceito e para testagem.

O projeto deve envolver a formação de parceria entre a ICT proponente e, obrigatoriamente, uma empresa com CNPJ ativo, estando aberta a possibilidade de serem estabelecidas parcerias também com mais de uma empresa, outras ICTs e entidades da sociedade civil organizada sem fins lucrativos, serviços sociais autônomos e/ou órgãos do poder público interessados na sua execução.

Os projetos deverão, ainda, ter como objetivo a estruturação e gestão de um ambiente colaborativo que congregue recursos de infraestrutura para a prototipação, realização de provas de conceito e testagem de produtos, serviços ou modelos de negócios por empresas do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação utilizando novas tecnologias, com ênfase em cidades inteligentes e internet das coisas (IoT, na sigla em inglês).

Serão agraciados os projetos melhor classificados, propostos por ICTs localizadas, cada uma, em ecossistemas de inovação diferentes dentro do Estado. Os projetos aprovados terão o prazo máximo de 24 meses para a sua execução.

Fonte: Estado.rs.gov.br

×